Meu Carrinho

Tecidos sustentáveis: descubra quais são os principais do mercado

tecidos-susten

Sustentabilidade. Esse é um conceito que vem ganhando cada vez mais força e espaço. Isso porque é nítida a necessidade de mudarmos os nossos hábitos de consumo. A indústria da moda vem investindo em alternativas, e uma delas são os tecidos sustentáveis.

Eles são bonitos, versáteis e ecologicamente corretos. Neste artigo nós vamos falar sobre os principais tipos e as suas características. Boa leitura!

O que são tecidos sustentáveis?

O tecido sustentável ou biodegradável é feito a partir de matéria-prima natural (de preferência de origem vegetal) ou fibras artificiais que tenham base natural, como as que são produzidas a partir da celulose, por exemplo.

Eles são indispensáveis para a diminuição da emissão de poluentes advindos da produção de roupas, sapatos e acessórios. 

Outra modalidade mega conhecida são os tecidos sintéticos biodegradáveis. Eles passam por um processo de alteração química, o que faz com que a decomposição do material seja muito mais rápida do que a dos tecidos tradicionais.

Leia também: Como precificar roupas? Descubra como garantir lucratividade

Todos os tecidos sustentáveis são biodegradáveis?

Depende! A principal característica dos tecidos sustentáveis é que eles são biodegradáveis e produzem um impacto ambiental infinitamente menor do que os tecidos comuns. Ser biodegradável significa que, em condições naturais, o material vai ser mais facilmente decomposto através da ação de bactérias.

Hoje em dia existem processos em fibras  não biodegradáveis que o mercado também considera de menor impacto, como por exemplo o poliéster reciclado ou fibra de PET reciclado. Que são fibras feitas à partir de garrafas PET recicladas. Apesar do mercado se posicionar um tecido sustentável, nós da Uhnika evitamos ao máximo o poliéster, mesmo originário da reciclagem pois o poliéster, assim como a poliamida, soltam microplásticos na água, os quais contaminam com plástico rios, lençóis freáticos e o solo.

Sobre a reciclagem do PET, nós da Uhnika acreditamos que a indústria de embalagens, ou refrigerantes, devem solucionar esse probelma.

Por que apostar em tecidos sustentáveis?

O filósofo e sociólogo polonês Zygmunt Bauman desenvolveu o conceito da modernidade líquida. Segundo o autor, vivemos uma época em que as relações sociais, econômicas e de produção são rápidas, maleáveis, mudando rapidamente.

O padrão de consumo dos bens consumo da indústria da moda vem tendo como base o fast fashion, em que a produção, consumo e descarte (literal) das peças acontecem de forma muito veloz.

Mas como disse Bauman, “nada é feito para durar”. Cada vez mais entendemos a necessidade do consumo mais consciente e, no ramo da moda, o slow fashion vem ganhando força.

Portanto, investir em tecidos sustentáveis é abraçar uma tendência em constante crescimento. Tendência essa que, além de ser viável financeiramente, contribui para a preservação no planeta e mudança de paradigma de uma indústria que há anos é acusada de promover o consumismo desenfreado e a pressão estética.

4 tipos de tecidos sustentáveis

5 Uhnika

1. Algodão orgânico

O algodão orgânico é uma alternativa para o algodão tradicional. O algodão tradicional mesmo sendo uma fibra natural, a forma como é produzido é extremamente prejudicial ao meio ambiente. Isso graças aos altos níveis de agrotóxico, além do alto consumo de água e energia para a lida nas plantações.

O algodão orgânico, no entanto, é cultivado com a redução drástica de produtos químicos e uso de demais recursos naturais. No entanto, o algodão orgânico no Brasil corresponde apenas a 3% da produção.

2. Fibra de bananeira 

A fibra da bananeira surgiu com grande potencial sustentável para a indústria da moda.  Além de biodegradável, ela é super forte, semelhante a fibra do bambu, mas com maior capacidade de finura e rotação. Ela é composta especialmente por celulose, hemicelulose e lignina.

3. Liocel

O liocel é um tecido sustentável produzido comercialmente já há trinta anos. Seu aspecto de menor impacto ambiental, alinhado à maciez e qualidade vem ganhando mais espaço até entre gigantes do fast fashion.

Ele é uma alternativa mais ecológica em relação às condições problemáticas de produção da viscose.

4. Linho

O linho é um tecido sustentável desde as antigas civilizações, estando presente inclusive nos rituais de mumificação, tendas e velas de barco do Antigo Egito. Ele é um tecido resistente e versátil, não exige agrotóxicos em seu plantio e pode ser cultivado com baixa irrigação.

As fibras usadas na composição de tecidos são extraídas do caule e da raiz. Elas ainda podem ser usadas na produção de colchas, acessórios e artigos de cama, mesa e banho em geral.

Onde encontrar peças de roupas com tecidos sustentáveis?

Existem diversas empresas especializadas na produção de tecidos sustentáveis. No entanto, para quem deseja investir em roupas com menor impacto ambiental, a Uhnika pode auxiliar você!

Além de vender as nossas coleções para consumidores finais, também trabalhamos com vendas no atacado. As nossas peças são produzidas de forma sustentável e contam com a qualidade da matéria-prima com procedência confirmada. 

Encontre peças de roupa de qualidade com tecidos sustentáveis na Uhnika!

Conclusão

Os tecidos sustentáveis são pilares de uma nova versão da indústria da moda, mas investir somente neste aspecto não é suficiente. É preciso trabalhar todo o processo de produção e otimizá-lo para que também sejam sustentáveis.

Ficou curioso? Leia também sobre: Roupas Sustentáveis: descubra como começar a vender?

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
WhatsApp

Deixe uma resposta

Não vá embora…

Insira o seu e-mail e receba o CUPOM
de 10% OFF em sua primeira compra!

*Fique [email protected], prometemos não enviar SPAM! 🙏